Acompanhantes Lux Brasil
Anunciar Motéis Vídeos Ensaios

Coroa gostosa no Ônibus


Este caso aconteceu quando eu tinha por volta dos 17 anos e estava sem namorada. Viajava de ônibus de São Paulo para Curitiba. Estava sozinho e ia passar minhas férias na casa de uma família de amigos em Curitiba. Estava sentado numa poltrona atrás do ônibus, do lado da janela, aguardando o ônibus sair, quando sentou uma Mulher de uns cinqüenta anos do meu lado. Pensava que fosse sentar alguma garota linda e fiquei um pouco decepcionado, pelo menos era uma Mulher e não um Homem.

Logo o ônibus partiu e a Mulher, que estava vestindo uma calça comprida de lycra e uma blusa fina de botões, se acomodou e começou a dormir. A Mulher era um pouco gorda e tinha uma bunda enorme, mas bem torneada, seios grandes e cintura fina. Ela virou a bunda para o meu lado e se pôs a dormir. Estava com o braço no apoio de braço do seu lado e senti aquela bunda enorme encostando no meu braço. O apoio do braço ficava espremido bem no meio daquela bunda e Ela parecia que não sentia, e dormia fundo. Aquela bunda encostando no meu braço, com aquela calça fina de lycra, com o movimento do ônibus, esfregava cada vez mais no meu braço.

Aquela situação começava a me deixar excitado e fui percebendo que a Coroa até que era gostosa, do tipo de Mulher gostosona. Como ela parecia que estava num sono profundo, comecei a passar uma das mãos na sua bunda, bem de leve. Que bunda gostosa e macia. Ela nem se mexia e passava cada vez mais. Notei que a sua blusa estava meio levantada da calça, e ficava aparecendo parte da sua calcinha branca que combinava com a sua calça de lycra branca. Me aventurei a colocar os dedos por dentro da sua calcinha e senti aquela pele macia. Mas não podia fazer muito, colocava dois dedos e mexia, tentando chegar o mais próximo do seu reguinho. Conseguia sentir aquela calcinha de lycra também. Ela nem se mexia e fui criando coragem.
Tirei minha mão da sua bunda e fui até a sua blusa que estava entreaberta, deixando parecer os seus seios, naquele soutien branco de rendas. Coloquei os meus dedos devagar, passando-os por cima do soutien e sentia os seus seios bonitos e grandes. Fui colocando bem devagar a minha mão e logo já estava com ela toda em um dos seios, apalpando por cima do soutien. Fiquei em pânico, pois era uma situação perigosa e Ela podia acordar. Ela nem se mexia, parecia que tinha um sono pesado e Eu estava cada vez mais ficando excitado. Comecei a mexer de leve em seus seios e senti que o bico de um deles, o que eu estava mexendo havia ficado ereto, cheio de tesão. Tirei a mão do seu seio, pois estava com medo dela acordar e voltei a minha mão para passar na sua bunda. Fui passando mais forte e Ela nem se mexia.
Resolvi então, abrir a minha calça e colocar o meu pau para fora. Com uma das mãos Eu ia alisando aquela bunda gostosa e com a outra comecei a me masturbar. Aquela Mulher era muito gostosa e passava mais forte a minha mão na sua bunda e Ela nem se mexia. Criei coragem e fui enfiando uma das mãos por dentro da sua calça de lycra, fui colocando por baixo da sua calcinha e começava a sentir o início do seu reguinho. Percebi que os seus cabelos da sua bunda estavam arrepiados e passava cada vez mais os dedos no seu reguinho. Com a outra mão me masturbava e me virei um pouco para aquela bunda gostosa, ficando numa posição melhor para passar o meu pau nela todinha. Tirei a mão do seu reguinho e voltei para os seus seios. Comecei a apalpar mais forte e Ela nem se mexia. Criei coragem e coloquei minha mão dentro do seu soutien, acariciando um de seus seios e com a outra mão esfregava o meu pau naquela bundinha maravilhosa. Tentava levar o meu pau até próximo do seu reguinho e sentia que o seu seio estava com o bico rígido de tesão. Aquilo me deixava cada vez mais doido de tesão e minha vontade era agarrar aquela Mulher de uma vez, beijá-la e acariciar todo o seu corpo. Mas ficava com medo dela acordar. Mexia cada vez mais rápido esfregando o meu pau na sua bunda e alisando o seu seio por dentro do soutien, quando não agüentei e gozei naquela bunda gostosa. Tirei a mão logo do seu seio e me preocupei logo em me limpar, pois tinha medo dela acordar.
Me limpei como pude, com uns guardanapos que tinha, fechei a calça e tentei limpar a bunda daquela Mulher, que estava com a calça molhada da minha porra. Limpei o máximo que pude, mas ainda permanecia molhado. Logo o ônibus parou em uma parada. A Mulher acordou e se levantou saindo do ônibus. Sai também e fui até o banheiro, fiquei preocupado, pois a Mulher havia ido ao banheiro também e poderia ver a sua calça molhada. Voltei para o ônibus e sentei. Logo a Mulher voltou e sentou também. Mal o ônibus partiu e a Coroa voltou a deitar do mesmo jeito que estava, com a bunda pressionando o descanço para o braço. Ela, então, nem se virou e com um das mãos levantou o descanso do braço, ficando com a bunda livre, encostando todinha no meu braço e minha perna. Logo Ela já estava de olhos fechados dormindo e aquela bunda enorme e linda quase em cima da minha perna e sobre o meu braço. Olhei para a sua blusa que estava entreaberta a não vi o soutien. Seus seios estavam livres e fui com a mão de novo por dentro da sua blusa, que agora sem o soutien, ficava mais fácil para acariciar os dois seios. Logo eles já estavam com os bicos rígidos e coloquei o meu pau de novo para fora passando naquela bunda gostosa, até gozar de novo. Chegando em Curitiba descemos do ônibus e nunca mais vi aquela coroa gostosa.
Fiquei na dúvida, se deveria ter sido mais ousado com aquela coroa, pois tudo indicava que Ela estava gostando e que queria aquilo, mas na dúvida, foi melhor assim do que ter arriscado e ter dado tudo errado.


Outros contos eróticos


Ver mais contos eróticos >>

Palavras mais pesquisadas

Este site possui conteúdo adulto, você tem mais de 18 anos e deseja entrar?



SIM NÃO