Acompanhantes Lux Brasil
Anunciar Motéis Vídeos Ensaios

Como um travesti transformou meu marido em viado


Neste conto erótico verdadeiro, vou contar como eu transformei o meu marido Carlos em viado e corno, porem bem mais feliz do que antes.

Na cama, eu e o meu marido sempre fizemos de tudo, porem com o tempo percebi que ele adorava quando eu passava a língua e enfiava o dedo no seu cu e ele aguardava ansiosamente por isto, então comprei uma cinta com um pénis de borracha e comecei a comer sempre o seu cu, praticando durante muito tempo a inversão de papéis.

Com ele vinha insinuando que para incrementar ainda mais a nossa vida sexual, queria experimentar um ménage, porem só aceitaria com outra mulher.

Como eu via sua excitação quando era enrabado, aceitei fazer o ménage com outra mulher porem era eu que ia escolher. Sempre fui leitora de contos eróticos e sabia que um travesti seria o ideal, procurei num site de acompanhantes e selecionei um que era bem feminina e bem dotada. No primeiro contacto fiquei impressionada, pois a Janaina era maravilhosa. Uma loira de 1,75m, seios médios e uma bunda de parar o transito.

Na noite marcada eu e Carlos saímos para um bar para encontrar a minha amiga, ficamos bebendo e esperando e Carlos talvez pela ansiedade acabou bebendo um pouco mais. Passado algum tempo o meu celular tocou e avisei o Carlos que a nossa amiga teve um contratempo, mas que ela iria direto para o motel que já havíamos reservado. Quando chegamos Janaina já estava esperando, após as apresentações, fomos para a nossa suíte. Carlos estava muito impressionado com a beleza da Janaina e partiu para o ataque, deixando ela só de calcinha e Janaina começou a mamar em seu pau, Carlos ficou alucinado, pois ela mamava maravilhosamente bem.

Aos poucos Janaina foi passando o dedo no rego e depois no cu do Carlos, sua excitação foi aumentando, até que Janaina começou a masturbá-lo e enfiou a língua no seu cu. Carlos que até então tinha me ignorado, perguntou se eu tinha trazido o pénis de borracha, eu disse que sim, mas que já estava com a Janaina. Carlos ficou de bruços e Janaina tirou a sua calcinha e apareceu uma pica grande e grossa (acima de 20cm), colocou uma camisinha, deu uma cuspida no cu do Carlos e começou a penetrá-lo. Carlos inicialmente estranhou o tamanho, porem disse que tinha comprado um maior, Carlos apesar de desconfiado rebolava cada vez mais dando uns gritinhos de satisfação. Enquanto a Janaina o enrabava eu comecei mamar a sua pica, que não demorou a gozar como nunca e não consegui engolir toda a porra, ficando uma parte escorrendo meu rosto e que Carlos ajudou a limpar com a língua.

Pedi a Janaina que mostrasse para o Carlos, ela retirou do seu cu , tirou a camisinha e pôs junto ao rosto do Carlos. Ele ficou paralisado com o que via, uma rola grande com a cabeça triangular e bem mais grossa que o corpo do pau, ficava retesada e apontada para cima e para baixo, duas enormes bolas enfeitavam tudo aquilo. Carlos não resistiu e segurou naquele poste, e punhetava, segurava com as duas mãos e gritava isto deve ter me rasgado todo! Falei pode mamar sei que você esta querendo.

Carlos como um viado experiente mamou até que recebeu um mar de porra na boca e engoliu tudo. Ai brinquei com Carlos agora que você já é um viadinho, vai ser também corno, pois eu também que experimentar esta pica.

Janaina se transformou daquela mulherzinha meiga em um macho de verdade e enquanto eu mamava naquela pica maravilhosa ela falava para o Carlos, olha seu corno como eu estou comendo sua mulherzinha, e também recebi aquele cacete no meu cu. E Janaina ainda comeu de novo o Carlos.

Agora estamos querendo fazer um ménage com outro homem, porem para me comer tem antes que comer o Carlos.


Outros contos eróticos


Ver mais contos eróticos >>

Palavras mais pesquisadas

Este site possui conteúdo adulto, você tem mais de 18 anos e deseja entrar?



SIM NÃO