Acompanhantes Lux Brasil
Anunciar Motéis Vídeos Ensaios

A mulher do patrão deu mole e eu comi mesmo


Conto de Traição: A mulher do patrão deu mole e eu comi mesmo

A mulher do patrão da empresa onde trabalho é muito gostosa e tem a maior cara de safada, assim que entrei na empresa minha entrevista foi com ela e notei ela me dando uns olhares diferentes, afinal eu sempre fui um cara que frequentou academia, viciado em malhação e modéstia a parte a mulherada sempre caia matando aqui onde eu moro.

Eu trabalho numa empresa de construção, então é muito mais homem do que mulher e os peões ficavam loucos com essa gostosa, e eu como estagiário ficava mais próximo dela e sempre ouvia uma amiga dela no telefone com ela e a gostosa comentando como o marido dela, o meu patrão, era babaca, chegava tarde, que tava desconfiada dele e etc.

Eu não falava nada, fingia que não ouvia e aos poucos fui ganhando a confiança dela, principalmente um dia que ela chegou chorando dizendo que o Adriano, meu chefe, tava com uma amante e ela pegou umas conversas dele com a vadia no whatsapp, então ela chorou na sala dela, e meu impulso foi dar um abraço pra consolar a mulher, mas nisso ela beijou minha boca e foi um beijo tão gostoso que fiquei de pau duro, aí ela parou, pediu desculpas e eu saí meio encabulado.

No dia seguinte ela apareceu com o olho inchado de tanto chorar e ligou pra amiga, ouvi ela dizer que queria se vingar do meu chefe e sabia muito bem como, e nessa hora passou muita putaria na minha cabeça, e no final do dia quando todos foram embora ela perguntou se eu podia ficar, eu disse que sim e no fim do expediente ela mandou eu entrar, trancou a porta e sentou pra conversar comigo, se desculpar por tudo mas que se sentiu atraída por mim e tava carente por conta do meu chefe não dar carinho pra ela, então ela se aproximou de mim, pediu um abraço e eu dei.

Ela me chamou em sua sala e a gente transou gostoso

Ela me beijou de novo, abriu o zíper da minha calça, colocou meu pau pra fora e começou a me masturbar gostoso, uma mão deliciosa e bem delicada pegando meu caralho grosso e cheio de veias que mal cabia na mão dela, mas eu já tava louco de tesão, peguei ela, beijei, botei sentadinha na meia, afastei a saia dela, a calcinha e comecei a meter os dedos naquela bucetinha gostosa, mas ela me cortou perguntando se tinha camisinha, peguei uma na carteira e encapei minha pica com ajuda da gostosa.

Eu tava tão afim dessa gata que enfiei tudo de uma vez só enfiei com tudo e ela colocou a mão na boca pra abafar o gemido que ela deu, ficamos ali beijando, eu metendo, aí abri a blusa dela e comecei a chupar aqueles peitos lindos de bicos rosadinhos e me perguntei como um cara tem um mulherão desses em casa e não faz nada? eu queria fazer mais por ela, mandei ela abrir mais as pernas e enfiei minha cabeça lá embaixo pra chupar sua buceta gostosa que tinha um cheiro maravilhoso de mulher e tava ensopada de tanto tesão.
 mulher do patrão
Ela se contorcia, gemia, rebolava na minha boca, puxava mais minha cabeça na direção da sua boceta e meu pau ficava latejando de vontade de sentir essa gata de novo e eu fui meter gostoso mais uma vez e botei ela de quatro na mesa e meti mais forte ainda, enquanto ela tampava a boca pra não gemer alto, e não demorou gozei pra caralho, pena que foi na camisinha, porque eu tava louco pra gozar na boca daquela safada.

Depois disso ela se arrumou, foi ao banheiro retocar a make e voltou pra me dar um beijo demorado e falou pra eu sair na frente dela que ela daria um tempo lá pra ninguém desconfiar e eu fui pra casa super feliz de ter comido aquela gata e no dia seguinte quando meu chefe tava lá só me dava vontade de olhar pra cara dele e rir.


Outros contos eróticos


Ver mais contos eróticos >>

Palavras mais pesquisadas

Este site possui conteúdo adulto, você tem mais de 18 anos e deseja entrar?



SIM NÃO